Voltar ao topo

HL na BGS 2019

Fomos na 12ª edição da maior feira de games da América Latina conferir de eprto a estante da Nintendo e muito mais

Nos dias 09 a 13 de outubro de 2019, ocorreu a 12ª edição da Brasil Game Show, a maior feira de jogos eletrônicos da América Latina. Nos cinco dia de feira, o Expo Center Norte explodiu de pessoas de todas as partes com tudo o que a BGS tinha a oferecer ao público lá presente.

Antes de começarmos, gostaríamos de deixar o nosso agradecimento ao Igor Andrade. Graças a ele pudemos cobrir a BGS mais de perto do que tínhamos previsto, além de aproximar a feira a vocês!

Neste ano, além das já tradicionais estantes gigantescas da PlayStation e Microsoft, trazendo em primeira mão títulos recentes e futuros lançamentos, a Nintendo se juntou para fechar a tríade de estantes das três grandes empresas de videogames. Com uma estante de 1.000m², ela trouxe vários de seus títulos recém lançados, com um destaque especial para Luigi’s Mansion 3, que só será lançado no final de outubro, e para Link’s Awakening, que contou com uma área para o grande público testar o jogo com direito a um grande paredão com a arte do jogo.

Enquanto isso, o aguardado Luigi's MAnsion 3 estava a disposição para o público jogar ao fundo da estante, justamente para criar uma ambientação mais escura tal qual o game.

Nós do Hyrule Legends conseguimos presenciar esse momento único, pudemos testar alguns jogos, tanto na estante da Nintendo como em outras áreas da feira, além de poder encontrar incríveis cosplays de Zelda e papear um pouco sobre o futuro da série com alguns fãs. Confiram a seguir:

Luigi's Mansion 3

O jogo mantem a estrutura do Luigi’s Mansion original do Gamecube, trazendo mecânicas tanto do primeiro (ato de aspirar coisas, usar lanterna nos fantasmas antes de sugar eles), como do segundo jogo (no caso, o lançador de desentupidor para desarmar fantasmas com escudos e armaduras). A novidade fica no combate, com uma nova forma de finalizar os fantasmas. O Gooigi, a cópia gosmenta do Luigi, é uma ótima adição nas partes de puzzle e rende momentos criativos de interações, mesmo jogando sozinho. Ele é capaz de passar por espinhos de todo o tipo e aciona mecanismo que abrem passagem pro Luigi.

Link's Awakening

A reimaginação visual do remake é seu charme, simulando bonequinhos e maquetes. Pudemos jogar a parte inical do game, onde pegamos nossa espada na praia de Koholint Island e nos aventuramos um pouco na Mysterious Forest. Uma das grandes mudanças está na movimentação de Link: Ele anda em 8 direções em linha reta, rendendo situações como atacar e se defender nas diagonais.

Nioh 2

A continuação do grande sucesso da Team Ninja mantem a essência do jogo original, com várias formas de atacar, com poses distintas de combate, além de novidades como a transformação em Yokai (na demo tínhamos acesso à transformação Makami), o que aumenta ainda mais o leque de possibildiades em combates acirrados. Segundo Bruno Alves, confrome matamos os monstros enchemos um medidor que nos permite realizar tal transformação. Ela varia dependendo do núcleo equipamento em nosso espírito guardião. Visualmente está mais bonito e detalhado do que o primeiro, que já era bem impressionante.

Dragon Ball Z: Kakarot

O jogo da CyberConnect2 tem um segmento de RPG em mundo aberto, com side-quests e locomoções com a nuvem voadora ou simplesmente usando o poder de voo do Goku.O combate remete às lutas dos jogos do Naruto: Ultimate Ninja Storm (outro jogo de anime feito pela mesma desenvolvedora), em que jogamos em uma arena ampla, podendo nos locomover por ela com a mira travada no adversário. Quem já se acostumou com os jogos do Naruto se sentirá em casa aqui. Apesar das side-quests, pude ir diretamente para a missão principal (no caso, a batalha do Goku eu Piccolo contra Raditz) e foi bem tranquila, apesar de não uppar os personagens. Visualmente está bem bacana, com animações emulando as cenas da obra original.

Ori and the Will of the Wisps

Jogo continua tão vislumbrante e bonito visualmente como seu antecessor. Ori possui novas animações de movimento e novos ataques, como uma lâmina de luz e o arco-e-flecha. Não sei se era da demo, mas o jogo estava com uma performance extremamente lenta e com queda de quadros. Esperamos que isso não persista na versão final do jogo.

Bleeding Edge

O jogo multiplayer da Ninja Theory tem um gameplay interessante, com design de personagens bem caricato e exagerado. É curioso como funcionam as partidas. As equipes podem capturar 3 pontos distintos e, ao serem tomados, eles somam pontos para a equipe. Aquela que acumular 500 pontos vence. O gameplay é bem funcional, jogamos com a Tanker Buttercup e ela possuía habilidades que atacava em área, além de um gancho que automaticamente pegava o inimigo mais próximo.A visão em terceira pessoa ajuda anos situarmos tanto no mapa, como em ver os inimigos que circundam o seu personagem.


Cosplays

De cosplays de Zelda o evento estava bem servido. Pudemos presenciar incríveis cosplayers que você confere a seguir:


Camila levou o pequeno Dante como Young Link.


Ed Carlos testou Link's Awakening no estante da Nintendo e mandou muito bem com seu cosplay como Link de Breath of the Wild!


Também tivemos uma incrível Zelda de Breath of the Wild feita pela Ahriska Sakura! Podem conferir o trabalho tela na sua página no Facebook e também no Instagram!


Marcaram presença também foram esses cosplays muito bons de Link e de Skullkid na estante da Nintendo na BGS.


Lilian Gerosa fez uma ótima Cosplay de Link do Twilight Princess.

Também conseguimos papear rapidamente com um fã de Zelda. Lucas Almeida do portal 88milhas já jogou o remake do Link’s Awakening e está adorando o game. Quanto à continuação de Breath of the Wild, ele torce para que possamos jogar com a Zelda nele.


As outras áreas da BGS

Além dos jogos, a BGS trouxe estandistas de várias empresas famosas e empresas do mundo dos games, como Fortnite e a Warner Bros Games. Havia também a Avenida Indie, uma área com dezenas de desenvolvedores nacionais mostrarem seus projetos atuais, como o 171, apelidado como o “GTA brasileiro”.

Um destaque interessante é que a estante da Magazine Luiza tinha a venda cartões com códigos digitais de jogos da Nintendo.

Houve também uma área chamada Arcade Matic. Com mais de 1.500 m², ela era cheia de fliperamas clássicos, além de 150 máquinas de Pinball dos mais diversos tipos e todas a disposição do público, sem precisar catar as famigeradas fichas para usá-las.

Além disso o evento aproximou os jogadores de seus ídolos e celebridades do mundo dos games promovendo BGS talks, que eram momentos em que convidados participavam de um bate-papo com apresentadores da BGS e sempre abriam espaço para o público fazer perguntas a eles. Além de uma área de Meet & Greet que permitia ao público paciente nas filas a oportunidade de cumprimentar, ter um autógrafo e bater foto com ícones da indústria como Yoshiro Ono, Howard Scott Warshaw, Ed Boon, Charles Martinet e Shota Nakama.

Falando no músico e compositor Shota Nakama, nos dias 11 e 12 ele realizou na BGS a apresentação de seu Video Game Orchestra, um show ao vivo com direito a orquestra e sua banda tocando músicas clássicas de vários jogos como Sonic, Castlevania, Final Fantasy, Chrono Tigger e Cross, entre outros...

Essa BGS ficou marcada não só pela oportunidade ímpar que o público teve de jogar games que ainda serão lançados, como de interagir, prestigiar diversos ícones da indústria e da presença de peso da Nintendo, algo que ela não fazia em uma BGS desde 2012 e que demonstra não só o interesse dela pelo público brasileiro, como a dedicação e o esforço dos organizadores da BGS em realizar essa aproximação da Nintendo com os brasileiros, ciente do carinho que os fãs daqui nutrem pega gigante japonesa.

Diretor de traduções do site, participante dos podcasts do site. Também desenho quando dar na telha

  • Popular
  • Recente
  • Enquete
Duração:  48 min 36 s YouTubeDownload mp3 (33,37 MB) Ho...
qui, 07/11/2019 - 18:27
Nos dias 09 a 13 de outubro de 2019, ocorreu a 12ª edição da...
seg, 21/10/2019 - 21:01
Nós do Hyrule Legends, juntamente com o site do Zelda Univer...
dom, 06/10/2019 - 16:44
Ano passado, durante a Brasil Game Show 2018, Nintendo marco...
sab, 28/09/2019 - 21:40
O que mais te empolgou em Breath of The Wild?